Páginas

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Dread nos cabelos

Por: Fabiola Taques Batista


 Conheça e cultive os dreads!. Foto:Divulgação

Os dreads se originaram com o movimento dos rastafáris. Sabe-se que provavelmente foram os habitantes da região da África que começaram a utilizar os dreads, por questão de praticidade, pois era difícil cortar os cabelos e com isso acabavam se tornando muito longos.

O movimento continua crescendo e ganhando muitos adeptos entre os jovens. Os dreadlocks, como também são chamados, não se fazem, cultivam-se. E, para cultivá-los, são necessários cuidados com a manutenção, além de entender o que significa o penteado, a identidade negra e a cultura africana.

Como se faz o dread?

Em primeiro lugar, seus cabelos devem ser compridos, ou no mínimo, na altura do queixo, pois os dreads diminuem o tamanho dos cabelos naturais. Se seu cabelo é liso e fino, você vai ter que ter muita paciência!
Os dreads são específicos de cabelos crespos ou enrolados, mas isso não impede de tentar o penteado para as madeixas lisas. A diferença é que elas darão um pouco mais de trabalho!


Há dois tipos de dreads: de cera e com agulha.

Os dreads de cera são recomendados para qualquer tipo de cabelo, pois a cera os deixa mais firmes. Já os dreads com agulha, são mais compactos e limpos, sendo um pouco mais dolorido o processo de execução. A manutenção de ambos deve ser feita freqüentemente.
 Os dreads estão entre os jovens.. Foto:Divulgação


A técnica:

Dread com cera:

-O cabelo deve estar limpo e seco para começar a fazer os dreads;
- Separe o cabelo em mechas, começando com a parte de baixo dos cabelos. Você é quem decide a espessura do seu dread. Os mais comuns têm de 1 a 2 cm (as mechas mais grossas são mais fáceis de manter);
- Penteie a mecha de baixo para cima, começando pela raiz. Repita o processo até você sentir que o nó está firme;
- Você pode aplicar cera de cabelo para fixar mais (a cera é encontrada em perfumarias que vendem produtos de beleza afros);
- Aperte e vá enrolando as mechas com a palma da mão, utilizando a cera;
- Para finalizar, passe o secador quente, para que a cera “derreta” e fixe-se nos fios;
- Continue enrolando-os com a palma da mão.


Dread com agulha:

- Divida o cabelo em mechas e comece a pentear de baixo para cima, igual ao processo de dread com cera;
- “Costura-se” o cabelo com a agulha de crochê, criando nós;
- Algumas pessoas passam cera para ajudar a fixar os fios;
- Para finalizar, passe o secador quente, para que a cera “derreta” e fixe-se nos fios;
- Continue enrolando-os com a palma da mão.


Dicas para cultivar os dreads:

- À medida que os cabelos vão crescendo, é preciso enrolar de novo os fios. Faça manutenção de dois em dois meses;
- Evite o contato de bandanas, aflanelados ou toalhas felpudas que possam soltar partículas que acumulem ao dread;
- É aconselhável lavar os cabelos regularmente com xampus anti-resíduos ou sabonetes de coco. Nada de condicionador!
- O secador deve estar sempre na temperatura fria para evitar que a umidade prejudique os fios;
- Deve-se ficar atento ao mau cheiro, que indica presença de fungos.


Há diferentes tipos de dreads, veja os exemplos:
Trança Nagô. Foto:Divulgação


Trança Nagô: As tranças são feitas junto ao couro cabeludo, onde permite a criação de vários desenhos. Pode ser feita em qualquer tipo de cabelo.

Dependendo da quantidade de cabelo, o processo de execução pode durar ate 7 horas!
Não pode ser lavado todo o dia e, para dormir, recomenda-se usar uma touca, redes ou lenços para proteger as tranças.

Trança Nagô invertida: Diferente da trança nagô tradicional, a invertida começa a ser trançada a partir da nuca e termina na testa. O resultado é um penteado romântico, estilo anos 20. Deve ter os mesmos cuidados que a trança nagô.

Tererê no cabelo. Foto:Divulgação

Tererê no cabelo.


Tererê: O tererê é um aplique de linhas coloridas sobre uma trança de cabelo. As linhas podem ser de lã ou de crochê, presas a pequenos elásticos de silicone.

Esse penteado é muito realizado em praias, mas o sol, vento e piscina são inimigos para as tranças e os dreads, podendo ressecar os fios e até rompendo-os.
O cloro ou a água do mar não deve ficar impregnado nos fios, portanto lave e enxugue bem na hora de secar.

Aqueles que possuem dreads sofrem muito preconceito por fugirem dos padrões de beleza tradicionais. E engana-se quem diz que os dreads são sinônimos de sujeiras e maus cheiros, pois os cabelos podem ser lavados normalmente e existem óleos hidratantes que podem ser aplicados na raiz.

Para as pessoas que não tem coragem de adquirir os dread permanentes, surgiram no mercado um prendedor de cabelo com tiras que simulam dreads. Isso mesmo! É chamado de Dread Fashion.

Dread Fashion. Foto:Divulgação

Dread Fashion.



O Dread Fashion é feito com tiras de couro ou lã e podem vir com miçangas ou pedras presas ao prendedor para deixar ainda mais personalizado o look!
Um modelo simples com ate 30 fios, pode ser encontrado por até R$ 110,00 e esse valor pode chegar a R$ 500,00!


Veja algumas celebridades que cultivam os seus dreads e faz o maior sucesso!

Whoopi Goldberg, Bob Marley e Lenny Kravitz e seus dreads.. Foto:Divulgação
Whoopi Goldberg, Bob Marley e Lenny Kravitz e seus dreads...
Christina Aguilera, Kate Holmes e Beckham com tranças.. Foto:Divulgação
Christina Aguilera, Kate Holmes e Beckham com tranças...

Paulinho Vilhena, Dj Vivi Seixas, Falcão assumem os dreads.. Foto:Divulgação

Paulinho Vilhena, Dj Vivi Seixas, Falcão assumem os dreads...






3 comentários:

  1. Miojo.... tu falando em dreads... e eu alisei meu cabelo.... hahauahuhaa
    bjossss

    ResponderExcluir
  2. Eu qero por dread miojo e uma mina q usa dread seja lokinha mas q nao fume maconha kkkkkk JAH RASTAFARA

    ResponderExcluir
  3. PODE RECOMENDAR ALGUEM QUE FAÇA DREAD AQUI NO BUTANTÃ

    ResponderExcluir